Por aí, por Alice

Ovos de Páscoa tingidos – tradição tirolesa

DSC_0451

Foi no ano passado, quando visitei a Colônia Tirolesa de Piracicaba, que descobri os ovos de Páscoa tingidos com flores, folhas e cascas de legumes. Fiquei encantada com a delicadeza, sutileza e simplicidade dessa arte. Curiosa, perguntei como era feito, mas queria mesmo era fazer com as minhas próprias mãos. E para a minha felicidade, pude participar de uma oficina de tingimento de ovos no último domingo. Foi uma experiência muito boa e cheia de surpresas!

DSC_0354

A região do Trentino (tiroleses de língua italiana) pertencia ao império Áustro-Húngaro até a Primeira Guerra Mundial. Depois disso, foi anexada à Itália. Os tiroleses vieram para o Brasil em 1881 e chegaram em Piracicaba em 1892, estabelecendo-se nos bairros de Santana e Santa Olímpia, onde buscam manter a tradição e a cultura de seu povo, como nesse caso dos ovos de Páscoa tingidos.

DSC_0342

De acordo com a tradição tirolesa, quando chega a Páscoa a família se reúne para tingir ovos de galinha com flores e cascas, como macela e casca de cebola, que são dispostos ao redor dos ovos como um mosaico, enrolados num pano e levados à água para ferver. Depois de prontos, avós e pais presenteiam seus netos e filhos com os ovos e em seguida, descascam e comem. Não tem nada de ovos de chocolate, viu?

DSC_0341

DSC_0389

DSC_0390

DSC_0395

DSC_0394

A oficina aconteceu no Café Tirol, um charmoso café localizado no bairro de Santa Olímpia. Cada aluno recebeu um kit com flores de macela, crisântemo, cravo de anjo, casca de cebola, losna, folha de cenoura e um ovo de galinha.

DSC_0318

O mosaico de flores e cascas vai sendo montado cuidadosamente em torno do ovo a partir da base, de baixo para cima, conforme vamos embrulhando o papel alumínio sobre ele. Terminado o embrulho, fecha-se bem a ponta e amarra-se com um linha. Segundo a tradição, usa-se um pano para cobrir o ovo, mas para facilitar o processo o papel alumínio é mais indicado.

DSC_0357

DSC_0360

DSC_0377

Ovos embrulhados e amarrados

DSC_0379

Os ovos são colocados na água quente com vinagre (para não escurecer a panela) e sal (para não trincar os ovos). Os ovos ficaram cozinhando por cinco minutos, aproximadamente. Depois de retirados da água, esperou-se esfriar para enfim abrir e ver como ficaram!

DSC_0413

DSC_0409

Teve até premiação para os ovos mais bonitos, com primeiro, segundo e terceiro lugares. Em meio há quase cinquenta ovos, fiquei em terceiro! Foi uma grande surpresa e alegria, afinal de contas era o primeiro ovo tingido da minha vida!

DSC_0453

Dicas: Para o ovo durar mais tempo, passe sobre ele duas camadas de cola branca. Isso funcionará como um verniz, impedindo que o oxigênio passe através da casca e apodreça o ovo. Outra coisa que dá pra fazer é um pequeno furo na base do ovo para retirar a gema e a clara com o auxílio de uma seringa e então fazer todo o processo de tingimento com ele já vazio.

*

Que tal comemorar essa Páscoa de um jeito diferente?

Chame os netos, filhos, sobrinhos e alunos para experimentarem essa celebração como os tiroleses.

Se quiser conhecer um pouco mais sobre o Café Tirol e a Colônia Tirolesa de Piracicaba, acesse o site e a página no Facebook.

<3

4 comentários Comentar

  1. Maria Alice

    ADOOOOOOOOREI ♥ Você tem uma criatividade extraordinário.

    Responder
    1. Obrigada, Maria Alice :)
      Adorei ter conhecido essa tradição dos tiroleses!
      Beijos <3

      Responder
  2. Que lindo, Alice! Dá até pena de descascar ou jogar fora :~
    Muito legal conhecer novos olhares sobre a Páscoa, e ver outras culturas e tradições diferentes das nossas. Teu ovo ficou mesmo muito bonito e merecedor do prêmio! Parabéns!

    Um super beijo e uma ótima semana <3

    Responder
    1. Muito obrigada, Ju <3
      Eu também achei muito legal conhecer essa tradição, que envolve arte e união familiar.
      Não descasquei os meus, vou passar cola branca e guardar por um tempo :)

      Beijo grande e ótima semana pra você também!!! <3

      Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *