Primeiras aquarelas

DSC_0885

Em março participei de um curso de aquarela para iniciantes no Sesc de Piracicaba e a experiência foi ótima. Eu já tinha trabalhado com a técnica antes, só que de modo bastante superficial e dessa vez pude fazer vários experimentos. O curso teve duração de um mês, com uma aula de duas horas por semana. Queria mais!

Os materiais:

DSC_0538

A professora Luisa Libardi sugeriu que iniciássemos com um estojo de aquarela mais simples. Optei pelo de 12 cores e quando fui usar fiquei arrependida por não ter comprado o maior. Mas a professora me tranquilizou e disse que geralmente as cores adicionais possuem muita pigmentação branca, o que não é interessante na aquarela. Quanto mais “básicas” as cores, melhor, pelo menos para quem está começando.

DSC_0539

DSC_0541Os pincéis eu já tinha porque são os mesmos que uso na guache. São importados e comprei na última Mega Artesanal que fui.

DSC_0542

Assim como os pincéis, eu também já tinha o papel especial para aquarela. Não me lembro quanto paguei no bloco, mas não foi muito barato, comprei pelo site da Casa da Arte. As folhas são 100% celulose com gramatura de 300 g/m².

As pinturas

DSC_0886

A princípio achei a técnica muito difícil, não conseguia controlar a quantidade de água, nem a tonalidade desejada. Às vezes a água espalhava e borrava o que já estava bom! Ai que desespero…Mas assim como no papel machê, é preciso ter muita paciência e um certo desprendimento, afinal de contas o efeito pode ser interessante se a água vazar ou a tinta borrar, por que não?

DSC_0889

A principal lição que aprendi é que para conseguir tons mais claros é necessário adicionar água e não tinta branca. Quanto mais água, mais transparente e suave será a cor.

DSC_0890

E ainda podemos misturar outros materiais para conseguir efeitos diferentes. Na pintura acima, por exemplo, usei giz pastel oleoso para fazer os detalhes em azul, verde e preto.

DSC_0894

DSC_0891

Algumas técnicas: puxar a tinta com palito de dente, jogar sal grosso sobre a tinta úmida, pingar gotas de outra cor sobre pintura seca e raspas de lápis de cor aquarelável sobre a tinta úmida.

DSC_0892

Gostei da técnica do plástico. Enquanto a tinta ainda estiver úmida, amasse um pedacinho de sacola plástica e deixe em cima da pintura ou do espaço desejado. No dia seguinte, retire o plástico e perceba o efeito bonito que fica.

aquarela

A professora e a turma no último dia de aula <3

Apesar do curso ter sido curto, pude perceber uma sutil evolução nos meus trabalhos e fiquei feliz com isso. Comecei meio medrosa, achando que eu não conseguiria, mas o que me fez relaxar foi justamente aceitar que se algo não saísse conforme o planejado, ainda assim o efeito poderia ser interessante. Quando estou pintando com aquarela me sinto tranquila, tudo fica mais leve e simples.

*

 A aquarela é a dança dos sonhos.

<3

20 comentários Comentar

  1. maria cristina dias peixoto

    Lindo também quero, sou sua fã, vem para São Paulo dar aulas, beijos.

    Responder
    1. Oi Maria, obrigada!
      Espero mesmo em breve poder ir a São Paulo dar oficinas de papel machê.
      Obrigada pelo carinho :)
      Beijos <3

      Responder
  2. Ah, eu sou suspeita para falar… Adoro aquarelas, e ando me aventurando a aquarelar de vez em quando. Adorei suas composições! Você acha que saber desenhar facilita o processo, Alice? Às vezes acho que não consigo avançar muito porque não entendo nada de luz e sombra, rs…

    Beijo!

    Responder
    1. A aquarela é envolvente, né? Que bom que você também está se aventurando nessa técnica, Nath!
      Então, para começar você não precisa dominar tudo em desenho, mas com o tempo essa questão de luz e sombra acaba fazendo a diferença na hora de pintar. Comece observando como a luz incide em determinado objeto e tente reproduzir, marcando as sombras e os pontos de luz. Vai te ajudar bastante ;)
      Beijos <3

      Responder
  3. Makson do Prado Santos

    Oi Alice!!! Quanto tempo né?! rsrsrs ….Realmente me senti leve e tranquilo lendo esse post, não devemos nos apegar e sim nos desprender daquilo que “achamos” ser o “ideal”, afinal a Arte diferencia-se das exatas por esse motivo, tudo é permitido, tudo é válido, basta dar asas a imaginação ou até mesmo deixar um pouquinho de água escorrer e fazer o trabalho…rsrsrs….. Concordo quando você diz que o Papel Machê é semelhante a esta técnica, pois nas poucas peças que fiz, no projeto inicial idealizo sempre algo que no fim torna-se outra coisa, mas nem por isso perde seu encanto ou sua importância pra mim. Acredito que por isso amo o Papel Machê, durante o processo sempre surge alguma ideia nova, uma inspiração que torna a peça única. Suas pinturas ficaram lindas , como tudo o que você faz… Que bom que você faz esses cursos, na minha cidade não tem isso, ou tem e eu não fico sabendo…Ahh e como anda sua peça autoral ???

    Forte Abraço
    Makson do Prado

    Responder
    1. Pois é Makson, ainda bem que você voltou!
      Concordo com você, o inesperado pode ser tão bonito e interessante quanto o que estávamos planejando. E para isso precisamos estar tranquilos e deixar tudo fluir.
      A minha peça autoral (uma boneca) está quase pronta! É para o Salão Internacional de Humor de Piracicaba e espero ser selecionada para a exposição. Falta pintar e fazer os acabamentos, que pretendo concluir em julho. Assim que estiver pronta e o resultado for divulgado, postarei aqui no blog :)
      Forte abraço <3

      Responder
      1. Makson do Prado Santos

        Chega Julho!!!

        Responder
  4. Oi, Alice! Faz tempo q não venho aqui comentar! Também estou fazendo um curso de pintura que incluí aquarela. :) É legal demais, né? Gostei bastante das flores e dos detalhes com pastel!

    Beijos!

    Responder
    1. Oi Liliana! Sim, a aquarela é uma técnica muito agradável de se aprender e trabalhar :)
      Fico feliz que tenha gostado das flores, é uma das minhas preferidas!
      Beijos <3

      Responder
  5. Ronaldo

    Parabéns pelo blog Alice! O achei caçando informações sobre o machê.
    Tudo muito lindo, leve, criativo, sensível e delicado!

    Abraços! =)

    Responder
    1. Muito obrigada, Ronaldo! Espero que volte mais vezes :)
      Abraços!

      Responder
  6. Luisa Libardi

    Parabéns Alice, para nós professores de arte, é um prazer ver um aluno se destacando!. Continue assim! Beijos!

    Responder
    1. Muito obrigada, Luisa <3
      Amei o curso!!!
      Beijos <3

      Responder
  7. Claudia

    Adorei o blog! TO iniciando na aquarela e fiquei com uma dúvida. Eu preciso envernizar o trabalho depois de finalizado?

    Responder
    1. Alice

      Oi Claudia! Que bom que gostou do blog, obrigada :)
      Sim, é necessário envernizar ou então colocar numa moldura e proteger com vidro. Pois se cair água sobre o trabalho já finalizado, ele estraga…
      Beijos!

      Responder
  8. Lina

    Gostei da sua experiencia em aquarela! E realmente a aquarela e a danca dos olhos. Nunca tinha visto esta frase antes! Temos duas coisas em comum, gosto de gatos, tenho uma gata e pinto aquarela.

    Responder
    1. Alice

      Oi Lina! Sim, a aquarela tem uma magia, é incrível!
      E gatinhos são tudo de bom, né?
      Um beijo <3

      Responder
  9. Estou apaixonada❤
    Quero muito fazer um curso e aprender essas técnicas incríveis!! Meta 2017 rsrs

    Responder
    1. Alice

      Isso aí Rose, estabelecer metas é fundamental para realizarmos nossos planos!
      Muita felicidade e arte pra você em 2017! Beijos

      Responder
  10. Meire

    Olá Alice!
    Comecei uma peça em papel machê, gostaria de saber se é possível pintá-la com a aquarela. Você já experimentou? A propósito do papel machê fiz seguindo a sua receita, mas tive uns contratempos técnicos, rs e ficou um pouco grossa. Para minha alegria e praticidade (mãe de criança pequena não tem muito tempo livre), encontrei um produto fantástico pouco conhecido que é um preparado para papel machê, basta adicionar água e você tem o papel machê prontinho com uma textura fina/delicada. Enfim, se você puder me dar essa dica da aquarela sobre papel machê ficarei muito grata! Sucesso! Um abraço!

    Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *